Verguia
teste
Anuncie aqui
Viviane Oliveira
UpArt 970x90
#Covid-19

Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma

O poder do invisível – Qual a realidade por detrás desse retrocesso na economia

Papo Reto

Papo RetoPapo Reto no contidiano, uma visão extremamente pessoal e imparcial. Héliton Batista é ex-militar, boina verde, Capelão, redator, repórter fotográfico, especialista em sistemática de segurança eletrônica, pai por 4 vezes, esposo. Entre outras experiências de vida.

26/03/2020 22h23Atualizado há 5 dias
Por: Héliton Batista
Fonte: Redação com internauta
Av. Fortaleza entre o Banco do Brasil e Bradesco, centro Reprodução. Foto Arquivo/Adonias Batista
Av. Fortaleza entre o Banco do Brasil e Bradesco, centro Reprodução. Foto Arquivo/Adonias Batista

Há 42 anos, escutamos falar pela primeira vez de um lugar chamado Rolim de Moura, 483 km da capital Porto Velho-RO, onde, seria uma cidade planejada e prospera, com ruas e avenidas espaçosas.

O tempo se passou e tudo o prometido se concretizava o olho nu, a todo vapor.

Com o passar do tempo, daqui saíram políticos e diga se de passagem, um berço de ouro, deputados aos montes, governadores e senadores, dos mais antigos ate aqueles que permanecem por longos anos no poder.

Mas... A prospera cidade!!!

Uma demanda de um ser invisível e até o momento imaginário mudou todo o cenário, do dia para a noite.

Bastou uma canetada; um decreto...

Hoje é uma cidade, digamos......, que, como outras, inspiram medo e intrigam os que ainda resistem a sobreviver, da incerteza do amanhã.

Empregado, desempregados

Empresários a beira da falência

Uma economia falida

Quanto custa um povoado?

A vida pede passagem no caminho no ecossistema radioativo surgido na China e, que se espalhou por todos os continentes.

Poucas coisas provocam mais fascínio do que os lugares que foram construídos para as pessoas, mas onde estão as pessoas?

Edifícios abandonados, ruas que antes eram lotadas hoje reconquistadas pela solidão, por um ou outro ser humano, um ou outro carro estacionado, são um poderoso símbolo da passagem do tempo ou de um fracasso eminente, da nossa futilidade como espécie e também uma imagem impactante do que poderia ser um mundo no qual o ser humano não exista mais.

Ate poucos dias se podia ler e se via na imprensa local, o desafio e as estratégias de que a população cobrava dos políticos a falta de estrutura para o estacionamento no centro da cidade.

Hoje o que vemos? Onde está todo aquele alvoroço?

Cadê o movimento?

Onde estão todos os carros que pediam local para estacionar?

Recebi hoje (26), um texto de um amigo e empresário da cidade que, como tantos outros,  querem voltar a rotina normal da vida corriqueira.

Impactante leia

“Rolim de Moura, RO - 26/03/2020 às 14hs00.

O que vai acontecer? Até quando? Vocês governantes e alguns hipócritas de plantão?

Vocês não percebem que não se pode parar uma economia de uma cidade, estado ou país, por muito tempo?

Vocês então pensando em que?

Já pensaram no comerciante, nos funcionários?

E esse povo que está trabalhando?

Não mereciam parar também:

Polícias,

Médicos,

Farmacêuticos,

Enfermeiros,

Bombeiros;

Caminhoneiros etc.?

A... Sim eles podem né?

Muitos com certeza podem ficar em casa, afinal já tem um salário garantido no final do mês.

E nós já paramos pra saber os que não podem parar?

Rolim de Moura tem 0,01% de caso suspeito - Covid-19, (o vírus do susto, do medo, da depressão, do aumento da criminalidade, pois é o que vai acontecer quando a bola de neve aumentar e muitos pais de família não conseguirem dar a volta por cima e pagarem as contas acumuladas)

E ai vocês param 99,99% da população sem produzir.

Não seria melhor as pessoas de baixa imunidade, escolas, idosos e crianças, pessoas doentes ter o cuidado que merecem e necessário?

E o povo de boa saúde ir trabalhar, tomando os devidos cuidados, usando máscaras, álcool, afinal não é assim que o povo que tá trabalhando tá fazendo?

Vamos pensar porque não vai resolver ficar todo mundo em casa, daqui a pouco vai ser preciso liberar o povo mesmo em meio à pandemia.

Ai pode ser que alguns trabalhadores já tenham perdido o emprego ou algum comércio já fecharam as portas.

Deus “salve o nosso Brasil”.

**Hecatombe é sinônimo de entre tantos: sacrifício, imolação...

  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
  • Da **hecatombe viral à cidade abandonada: o poder de fascínio das cidades-fantasma
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rolim de Moura - RO
Rolim de Moura - RO
Atualizado às 18h36
35°
Pancada de chuva Máxima: 35° - Mínima: 23°
39°

Sensação

1.6 km/h

Vento

73.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
UpArt 300x600
Camisetas
Leo Envelopamentos
Pipa
Viviane Oliveira
Waw cursos
UpArt300x250
Leo Pizzas
Municípios
Carlinhos verso
Elson Moraes
Carlinhos frente
Othon Producoes
Últimas notícias
Mais lidas