Verguia
UpArt 970x90
teste
Anuncie aqui
Viviane Oliveira
#Sem Covid-19

Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF

A advogada conta sua experiência e destaca a importância das ações de prevenção e combate à epidemia

25/03/2020 14h35Atualizado há 6 dias
Por: Redação Verguia
Fonte: Agência Brasil
Reprodução Arquivo pessoal
Reprodução Arquivo pessoal

A advogada brasiliense Daniela Teixeira contraiu o novo coronavírus durante a Conferência da Mulher Advogada, realizada em Fortaleza no início deste mês. Nesta semana, ela recebeu uma ótima notícia quando soube que seu segundo exame para o novo coronavírus deu negativo.

Daniela foi a primeira paciente do Distrito Federal a ter sido curada do contágio, após semanas de medo e apreensão.

Em entrevista, a advogada contou sua experiência e destacou a importância das ações de prevenção e combate à epidemia.

Segundo ela, é preciso "acreditar no vírus" e cumprir a quarentena.

Três colegas dela, infectadas no mesmo evento na capital cearense, estão na UTI.

Nas redes sociais, veio a comemoração e os agradecimentos

Hoje é dia de agradecer. Todos os exames da família deram negativo. E o meu também! Já não há mais carga viral no meu organismo!! Agradecimento especial ao governador @ibanesrocha à Secretaria de Saúde, à dra @nubiawv e à minha família que, mesmo com alguns metros de distância, sempre esteve comigo.

Acompanhe a entrevista:

Como ocorreu a infecção?

Daniela Teixeira - Fui infectada no dia 6 de março, na Conferência da Mulher Advogada. Várias amigas começaram a apresentar os sintomas e tiveram exames dando positivo. Eu fiz o exame, embora não estivesse com sintomas.

Ainda tinha facilidade para isso, pois o laboratório onde fiz realizava em casa. Aí deu positivo.

E o que você fez após saber que estava com o novo coronavírus?

Daniela Teixeira – Fui muito bem atendida pela Secretaria de Saúde [do DF]. Seguimos as instruções da secretaria de isolamento total. Ninguém entrava na minha casa. E os quatro que moram aqui em casa, meu marido e dois filhos, ficaram comigo para não disseminar o vírus. Porque se saíssem poderiam levar para outros. Fizeram exames e deram negativo. Ficamos totalmente isolados. Tive dor de cabeça, sintomas muito leves, de gripe, mal estar generalizado. Mas nada sério.

Como você se sentiu neste período? Quais foram as maiores dificuldades?

Daniela Teixeira – Se as pessoas estão com medo de pegar, imagina para quem deu positivo. Qualquer sintoma você fica com medo de evoluir, porque vemos casos de rápida piora. Das minhas colegas infectadas, temos três internadas na UTI [Unidade de Tratamento Intensivo]. 

É um medo constante de contaminar alguém da família e de apresentar sintoma.

 

Três colegas dela, infectadas no mesmo evento na capital cearense, estão na UTI. Foto Arquivo Pessoal
Três colegas dela, infectadas no mesmo evento na capital cearense, estão na UTI. Foto Arquivo Pessoal

 

E como você descobriu que estava curada?

Daniela Teixeira - Quando eu fiz o primeiro [teste], não tinha dificuldade. Várias de nós quando recebemos a notícia da primeira coleta, muitas de nós fomos fazer o exame. Agendava e ia fazer em casa. Como o meu deu positivo, tive acompanhamento da Secretaria de Saúde.

Até porque eu poderia a qualquer momento evoluir o quadro. Fiz exame na sexta-feira [20 de março] novamente porque não estava apresentando sintomas. E saiu o resultado.

O que você pensou após receber o exame negativo e como avaliou essa experiência?

Daniela Teixeira – O pior sintoma é o medo. Essa é mensagem que temos que passar. Que a pessoa acredite no vírus. Meu medo de ter passado vírus para minha mãe e minha irmã, que tem problema de coração. Eu peguei o vírus trabalhando, nunca imaginei. É muito importante fazer essa quarentena, que consiga diminuir [o contato].

Aprendi também como faz falta um abraço. Como é ficar em casa e não abraçar um filho, uma filha. Minha irmã fez aniversário e só pude dar um tchau pela janela. Não pudemos sair para comprar comida.

Estamos vivendo um momento muito surreal.

A vida fica totalmente limitada.

 

  • Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF
  • Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF
  • Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF
  • Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF
  • Advogada contaminada pelo Covid-19 em Fortaleza é a primeira paciente curada no DF
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Rolim de Moura - RO
Atualizado às 18h46
35°
Pancada de chuva Máxima: 35° - Mínima: 23°
39°

Sensação

1.6 km/h

Vento

73.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
UpArt 300x600
Pipa
Leo Envelopamentos
Viviane Oliveira
Waw cursos
Camisetas
UpArt300x250
Leo Pizzas
Municípios
Elson Moraes
Carlinhos verso
Othon Producoes
Carlinhos frente
Últimas notícias
Mais lidas