Verguia
Pedir Música Chat
Quarta, 02 de Dezembro de 2020 15:19
+55 69 9 8432 5660
Economia #Moeda

OYX: conheça a moeda digital criada por índios

A idéia partiu dos próprios índios, em meio a pandemia do novo coronavírus, depois de se verem abandonados pelo poder público.

21/11/2020 23h09
Por: Redação Verguia Fonte: Fonte: Money Times
Reprodução Arquivo
Reprodução Arquivo

Em um evento virtual, na última semana, os povos indígenas de Rondônia e Mato Grosso lançaram uma moeda digital exclusiva para as comunidades.

Com a Oyxabaten, ou OYX, os índios pretendem promover a troca de produtos e serviços entre os povos, sem a necessidade do real, a moeda oficial brasileira.

A OYX é uma moeda digital que foi criada para garantir uma renda mínima, segurança alimentar e integração entre as aldeias indígenas, de modo a promover uma estrutura de desenvolvimento regional para as comunidades.

A idéia partiu dos próprios índios, em meio a pandemia do novo coronavírus, depois de se verem abandonados pelo poder público.

Um dos idealizadores do projeto comenta que, nos últimos meses, os povos indígenas precisaram lutar contra o vírus, contra a fome, o garimpo ilegal e o desmatamento, que sempre acontece nas regiões, sem o suporte do governo.

“Queremos mudar essa história: tudo o que buscamos é um auxílio básico, que viabilize a retomada de trabalhos, artesanato e cuidados básicos de saúde”, afirma Elias Oyxabaten.

Diferente do OYX, Bitcoin é uma criptomeda que se valoriza diariamente, por isso também é usada como investimento. Foto: Wit Olszewski/Shutterstock
Diferente do OYX, Bitcoin é uma criptomeda que se valoriza diariamente, por isso também é usada como investimento.
Foto: Wit Olszewski/Shutterstock

 

Token utilitário

As moedas são digitais e podem ser guardadas em carteiras de pagamentos criadas pelos índios. Cada unidade monetária equivale a R$ 10 e, inicialmente, foram emitidas cerca de 100 milhões de moedas.

“Apesar de ser vista como uma criptomoeda, na verdade, a OYX é um token utilitário e se difere de outros ativos virtuais por não ter característica de investimento, portanto, não há valorização”. Comenta Adriana Siliprandi, porta-voz da iniciativa

Assim, os índios envolvidos querem usar a moeda para alimentação da população local, venda de artesanatos e para a criação de trabalho. Além disso, futuramente, pode ser uma ferramenta para investir em infraestrutura para o povo indígena.

“Na nossa aldeia, ninguém é assalariado. Todos têm condições precárias de vida. A blockchain [servidor que hospeda criptomoedas] é a nossa arma, hoje, e a OYX é o meio de fazer e vencer essa guerra”, conclui Elias.

Fonte: Money Times

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rolim de Moura - RO
Atualizado às 16h01 - Fonte: Climatempo
34°
Pancada de chuva

Mín. 24° Máx. 34°

35° Sensação
9.7 km/h Vento
37.5% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sexta (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias