Quinta, 18 de Julho de 2024
16°C 34°C
Rolim de Moura, RO
Publicidade

Estado ordena estudo da Bíblia em todas as escolas

Mudança polêmica na Educação de Oklahoma: obrigatoriedade da Bíblia nas escolas

01/07/2024 às 23h29
Por: Avelino Alves Fonte: @ Redação com Assessoria
Compartilhe:
@ Reprodução Arquivo Redes Sociais
@ Reprodução Arquivo Redes Sociais

Recentemente, uma decisão surpreendente tomada por Ryan Walters, o secretário de Educação de Oklahoma, reacendeu antigos debates sobre os limites entre religião e estado. Segundo anúncio feito na última quinta-feira, todas as escolas públicas deste estado norte-americano devem agora incluir o ensino da Bíblia, apresentada como ferramenta essencial para a compreensão histórica e cultural.

Walters, defendendo sua posição, argumenta que a Bíblia é um documento chave para entender as raízes da civilização ocidental e do sistema legal americano. Esta nova normativa exige que cada sala de aula, do quinto ao décimo segundo ano, esteja equipada com uma Bíblia e que os professores incorporem seus ensinamentos nos currículos.

Qual é o Fundamento da Decisão de Incluir a Bíblia nas Escolas?

A medida é sustentada pela visão de que a Bíblia não é apenas um texto religioso, mas também um marco histórico e cultural. Walters ressaltou a importância do texto sagrado como um documento fundamental na formação dos Estados Unidos e expressou que seu ensino é crucial para uma completa compreensão histórica e cultural.

O que dizem os Críticos sobre a Obrigatoriedade da Bíblia em Salas de Aula?

A ordem executiva de Walters enfrenta forte oposição. Críticos, incluindo organizações de direitos civis e defensores da separação entre igreja e estado, argumentam que tal medida é inconstitucional.

Apontam para a Primeira Emenda, que garante liberdade religiosa e proíbe o governo de estabelecer qualquer religião. Além disso, enfatizam que a constituição local de Oklahoma proíbe expressamente o favorecimento escolar a qualquer sistema religioso.

Por outro lado, alguns políticos locais e sindicatos de professores destacam que, embora o ensino sobre o contexto histórico de diferentes religiões seja permitido e até incentivado, a imposição de um currículo especificamente religioso contradiz as próprias diretrizes educacionais do estado. Eles temem que isso possa desviar o foco das necessidades educacionais mais urgentes de Oklahoma.

Precedentes e Repercussões da Medida

A medida não é isolada. Recentemente, a Louisiana aprovou legislação semelhante, e a Suprema Corte de Oklahoma teve que intervir para bloquear a criação de uma escola charter religiosa financiada com recursos públicos, um projeto também apoiado por Walters. Este cenário destaca uma tendência crescente de tentativas de incluir mais conteúdo religioso em instituições públicas, o que tem gerado controvérsias e disputas legais.

Em resumo, enquanto Ryan Walters e seus apoiadores vêem na incorporação da Bíblia nas escolas uma oportunidade para enriquecer o currículo educacional, incentivando uma compreensão mais profunda da história e cultura, seus oponentes vêem uma clara violação dos princípios constitucionais de separação entre igreja e estado e uma possível fonte de exclusão e divisão entre estudantes de diferentes credos.

A repercussão dessa medida ainda é incerta, mas uma coisa é clara: ela abre um novo capítulo nas discussões sobre estado, religião e educação nos Estados Unidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
O Pregador
Sobre o blog/coluna
Coluna destinada à Artigos e Notícias Religiosas.
Ver notícias
Rolim de Moura, RO
35°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 34°

33° Sensação
1.23km/h Vento
19% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h26 Nascer do sol
06h57 Pôr do sol
Sex 37° 16°
Sáb 38° 17°
Dom 38° 18°
Seg 39° 19°
Ter 38° 20°
Atualizado às 12h31
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 +1,48%
Euro
R$ 6,07 +1,17%
Peso Argentino
R$ 0,01 +2,04%
Bitcoin
R$ 374,869,56 -1,00%
Ibovespa
127,957,54 pts -1.15%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias