Verguia
Pedir Música Chat
Sexta, 30 de Outubro de 2020 23:35
+55 69 9 8432 5660
Rondônia #Policia

Polícia Civil investiga ‘laranjas’ em fraudes de R$ 10 milhões e cumpre mandatos

Foram cumpridos nove mandados, sendo dois de prisão temporária e sete de busca e apreensão.

15/10/2020 09h23
Por: Redação Verguia Fonte: Redação com Diario da Amazonia
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

 

A Polícia Civil deflagrou a Operação Persona para prender investigados por crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, delitos tributários e lavagem de dinheiro nos municípios de Porto Velho, Guajará-Mirim e Ariquemes.

Conforme apurado nas investigações, “laranjas” eram usados para ocultar as participações de dois empresários em esquemas de práticas tributárias ilegais. A ação da quadrilha teria gerado prejuízos ao Estado de Rondônia, ultrapassando R$ 10 milhões.

Foram cumpridos nove mandados, sendo dois de prisão temporária e sete de busca e apreensão na quarta-feira (14).

Ainda é investigado que no período aproximado de quatro anos, R$ 110 milhões em débitos também foram gerados por causa de um pequeno estabelecimento de Guajará-Mirim.

Envolvidos no esquema, segundo a Polícia Civil, foram condenados em primeiro grau na operação Apocalipse, um deles com pena de 18 anos de reclusão.

“Importante frisar que a operação apura fatos novos, mas guardam grande correspondência com a conduta investigada e provada ao longo da operação Apocalipse”, informou a polícia.

Participaram da operação os agentes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) da capital, em conjunto com Decor, DRLD, 1ª Delegacia de Guajará-Mirim e Delegacia Regional de Ariquemes. Além de apoio de auditores da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin).

A Polícia Civil de Rondônia deflagrou em 2013 a Operação Apocalipse, para investigar um esquema de estelionato, tráfico de drogas e falsificação de documentos que movimentou R$ 80 milhões em nove estados.

Só em Rondônia, a quadrilha movimentou R$ 33 milhões. Entre os bens do grupo estavam 200 carros, 25 imóveis e 30 empresas.

Os chefes da quadrilha foram indiciados pelos crimes de financiamento do tráfico de drogas, associação ao tráfico, estelionato e falsificação de documentos, segundo a polícia.

As investigações revelaram o envolvimento de parlamentares estaduais e municipais, empresários, funcionários públicos e outras pessoas em um esquema de corrupção, estelionato e tráfico de drogas para financiamento de campanhas eleitorais.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rolim de Moura - RO
Atualizado às 00h25 - Fonte: Climatempo
24°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 31°

24° Sensação
15.2 km/h Vento
71.3% Umidade do ar
90% (7mm) Chance de chuva
Amanhã (31/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (01/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 33°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias